Segunda-feira, 7 de Março de 2011
BOPE truculência sem necessidade.

 

O pessoal do BOPE ou ta achando que é Deus, ou esse negocio de tropa de elite, cinema e oscar ta subindo a cabeça deles, a tropa de elite do Rio de Jaeiro o BOPE, não tem mais nada a provar a ninguém, sobre sua competência e suas aptidões para tomada e retomada de territórios em área de guerrilha urbana é incontestável, mais a forma de atuação dos homens de preto as vezes foge um pouco desse contexto de tropa padrão, o que nem de perto seria uma tropa padrão justamente por essa truculência conhecida já por todos.

Claro que a policia e eu digo qualquer uma delas, não deve também abordar um suspeito e lhe oferecer flores, tem que chegar de forma enérgica e com muita cautela, pôs se a suspeita se concretizar é sua vida que esta em risco.

Mais vim aqui falar da abordagem dos homens de preto, ouvi de alguns conhecidos moradores da rua Azevedo Lima, que fica na subida da favela do são carlos, que a 2 dias atrás garotos todos entre 18 e 28 anos (suspeitos em potencial), mas todos documentados e trabalhadores, foram abordados por uma patrulha do bope que chegaram de forma enérgica (normal), perguntaram o que faziam na rua aquela hora já era tarde, não sei a hora exata, mais depois de falarem e apresentarem suas versões  que estavam ali na porta da casa de um amigo, foram agredidos sem motivo algum, com tapas e chutes. Ninguém foi a delegacia dar queixa de abusos de autoridade e lesão corporal por medo, afinal esses homens podem se tornar assassinos quando enfrentados, então nada fizeram, acho que por esse motivo isso sempre se repete, e afasta a comunidade da policia, o policial com arma em punho, carteira funcional no bolso, acha que tem o direito de fazer o que bem entende com quem tem menos conhecimento e menos chance de defesa, quando qualquer pessoal em uma abordagem truculenta já diz ser familiar de um colega deles (policia), o tratamento muda da agua para o vinho, não estou aqui dizendo que esse ocorrido na subida do são carlos, os garotos não estivessem errados, por que também não sei se falaram alguma coisa ou desacataram os policiais, mais nada justifica um tapa na cara ou um chute na canela, eu mesmo já passei por situação parecida e vou relatar aqui.

Estava eu em uma manhã aproximadamente as 8:30 em um lava jato conversando com o rapaz que ali trabalhava, quando chegou uma vam do bope, desceram todos da vam, parecia operação de guerra rsrsrrs primeira coisa foi separar eu e o outro rapaz (normal), e um soldado começou a me interrogar, o que eu fazia ali, com que trabalhava e tal, quando veio um sargento bem atrás do soldado e me perguntou a mesma coisa (também normal), ai eu em minha inocência, respondi ao sargento em tom alto para que ele pudesse ouvir de onde estava, geeeente o soldado pirou na batatinha e começou a esbravejar e me empurrar contra parede argumentando o por que de eu estar gritando com ele, se ele tinha me separado pro outro garoto para ele não saber o que eu tinha dito, e falou muita coisa, perguntou se estava vendo alguma mulherzinha ali e se ele estava de sinta liga, confesso que deu vontade de rir, mais de nervoso, o cara pirou hehe e ai comecei a falar no mesmo tom e argumentar que falava com o sargento e não com soldado, puuuts o cara já estava disposto a sentar a mão na minha cara, quando veio um oficial e começou a conter o soldado, e me perguntou o que houve e me mandou ir para casa, subir a minha rua, eu disse que tinha que ir trabalhar e que iria depois de falar o que tinha para falar com o rapaz,  rsrsrsr ai o soldado pulou e veio para cima e foi contido pelo oficial, argumentei com o oficial que não fazia nada demais ali, era morador da rua e trabalhador, e que o soldado devia estar cansado do trabalho pois me interpretou mal, o oficial num subito bom senso, me devolveu minha documentação me deu bom dia e foi embora, e eu com as pernas bambinhas rsrsrs voltei para casa para beber uma agua, mais uma coisa eu digo, a abordagem foi ríspida mas não houve agressão a não ser verbal, mas se tivesse havido agressão física com certeza era Delegacia na hora, mesmo sabendo que poderia ter algum tipo de represália, mas sabia o nome do soldado e o batalhão, até hj o "fodão" do bope que me abordou e que eu considero um "jumentinho" tem orkut com o nome de guerra dele, e ainda bota foto da família, irmão, esposa etc... é muito burro né? eu sou do bem, mais qualquer bandido em uma rápida pesquisa descobriria boa parte da sua vida alem de seu amor pelo BOPE.

mas é isso, se ninguém denunciar e tentar mudar essa "norma" do bope e tentar melhorar essa tropa que excepcional, isso nunca vai acontecer eles vão continuar a enfiar a mão na cara pela favela a dentro.

Vamos denunciar !!!


tags: ,

publicado por garbolemos às 08:10
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

.Amigo

. seguir no sapo

.Acompanhe pelo facebook clicando em curtir.
.Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13

15
16
19
21

23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Ultimas...

. O blog mudou de endereço

. Desarmamento para quem? b...

. PM RJ toma sufoco para pr...

. O profeta ...

. Policiais condenados.

. Rio Gay

. Agora falar errado é cert...

. Brasil x França - perde...

. SEXO COM CULTURA...UMA LI...

. Só o que falta aqui no RI...

.arquivos por mês
.Atalho
.contador
.Autores
.tags

. todas as tags

.pesquisar neste blog
 
.online.
.enquete
Vocês acreditam na política das unidades de policia pacificadoras (UPP)
RSS