Segunda-feira, 21 de Março de 2011
Cão protege seu amigo depois da tragédia no japão.

 

 

Nas imagens emocionantes, um cão de pelo castanho e branco leva os jornalistas a um outro cachorro, que eles pensavam estar morto. Os repórteres e o câmera se entusiasmam quando percebem que ele se mantém vivo.

Após serem "levados" pelo primeiro cachorro até o cão ferido, um dos repórteres exclama: "Oh, há um outro cachorro. Eu imagino que ele esteja morto. Ele não está se movendo". Após mais algumas suposições, o mesmo repórter se emociona: "Sim. Ele está protegendo o cão. É por isso que ele não queria que a gente se aproximasse deles. Eu não acredito nisso. Isto é muito difícil de assistir. Oh, olhe. Ele está se movendo. Ele está vivo. Estou tão feliz de ver que ele esteja vivo".

O repórter aparenta estar quase aos prantos quando vê o animal mais fraco se mexer e diz "é incrível como eles sobreviveram ao terremoto e ao tsunami. É incrível que eles sobreviveram a tudo isso".

O cão ferido foi posteriormente levado para o veterinário, na cidade de Mito, enquanto o companheiro fiel foi para um abrigo nas proximidades de Sendai. A reação dos repórteres é contagiante ao assistir o vídeo no Youtube - a versão mais assistida já contabiliza mais de 8 milhões de acessos.

Assista ao vídeo emocionante (com áudio em japonês, sem legendas em português)

 

Fonte: Jornal O dia


tags: ,

publicado por garbolemos às 17:47
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

.Amigo

. seguir no sapo

.Acompanhe pelo facebook clicando em curtir.
.Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13

15
16
19
21

23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Ultimas...

. O blog mudou de endereço

. Desarmamento para quem? b...

. PM RJ toma sufoco para pr...

. O profeta ...

. Policiais condenados.

. Rio Gay

. Agora falar errado é cert...

. Brasil x França - perde...

. SEXO COM CULTURA...UMA LI...

. Só o que falta aqui no RI...

.arquivos por mês
.Atalho
.contador
.Autores
.tags

. todas as tags

.pesquisar neste blog
 
.online.
.enquete
Vocês acreditam na política das unidades de policia pacificadoras (UPP)
RSS