Terça-feira, 23 de Novembro de 2010
Acordo ADA e CV.

 

To falando a maior tempão isso, e acho que onde tem fumaça há fogo, saiu denovo na imprensa, outra escuta da policia em que esta acontecendo encntros entra a facção amigo dos amigos (ADA) e o comando vermelho (CV), o cerco esta apertado pra eles e acho que uma das formas de se manterem forte é a união !!!

será?

responde vocês !!!

 

 

essa matéria é de hj no jornal "O DIA"

 

 

 

 

 

Polícia apura encontro de bandos rivais

 

 

O cruzamento de informações de quatro delegacias revela uma perigosa ligação que há tempos vinha sendo especulada: a de que as facções Comando Vermelho (CV) e Amigos dos Amigos (ADA) estariam costurando uma trégua. A investigação indica que um encontro teria ocorrido sábado, no baile da Rua 1, na Favela da Rocinha. Um dos gerentes do tráfico do Complexo do Alemão, Diego Raimundo da Silva Santos, o Mister M, e alguns de seus seguranças teriam sido recepcionados por Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, o chefão da Rocinha, e apresentados com toda a pompa no sistema de som do evento. No dia seguinte, criminosos da comunidade da Zona Sul teriam ido a um baile no Alemão. A costura do acordo teria sido feita por um dos maiores fornecedores de drogas (matutos) do Rio, Cristiano de Sá Silva, o Abelha. Em outubro, ele fugiu da cadeia após receber o benefício de visitar a família. Ex-integrante do CV, ele mudou de lado depois da ascensão de seu irmão, Saulo de Sá Silva, como matuto da Rocinha, preso em Bangu 1.

 

Veja video do "extra":

http://extra.globo.com/geral/casodepolicia/video/2009/11524/

 

outros post sobre o assunto no blog:

 

http://garbo.blogs.sapo.pt/70860.html

 

http://garbo.blogs.sapo.pt/63488.html



publicado por garbolemos às 12:18
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 24 de Maio de 2010
Arcordão do tráfico.

Mais um episódio do suposto acordão ao qual eu já havia citado no blog entre CV e ADA, mais especificamente entre o traficante coelho do complexo do são carlos e o traficante FB do complexo do alemão.

 

leiam a matéria que saiu hoje no jornal extra do Rio de Janeiro.

 

TRANSFERÊNCIA DE FACÇÃO

Sábado, dia de Coelho na Vila Cruzeiro

O risco de perder espaço para ocupações policiais está obrigando o tráfico a adotar novas estratégias. Investigações do Serviço Reservado (P2) do 16º BPM (Olaria) detectaram que, em 40 dias, o chefe do tráfico de drogas no Morro do São Carlos, no Estácio, passou três sábados — 10 e 17 de abril e 1 de maio — na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, dominada por uma facção rival. A intenção de Ânderson Rosa Mendonça, o Coelho, que vai em um Crossfox preto, acompanhado de quatro seguranças, seria negociar a sua “transferência” para o grupo de Fabiano Atanasio da Silva, o FB.

De acordo com a P2, o chefão da Vila Cruzeiro aceitaria Coelho e cerca de 30 comparsas porque eles levariam um arsenal de 80 fuzis e munição das comunidades do São Carlos e da Mineira, no Catumbi. FB transformaria Ânderson em gerente de uma boca-de-fumo importante e, em troca, ganharia mais bandidos e armas para o seu exército.

 

Vila Cruzeiro (alto), São Carlos (meio) e Rocinha (baixo) / Arte de Fernando Torres sobre imagem do Google Maps

 

Há dois meses, um funcionário da Prefeitura do Rio divulgou, acidentalmente, o nome de 14 comunidades que receberiam Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). A Secretaria Estadual de Segurança chegou a desmentir, mas o governador Sérgio Cabral confirmou a lista, na qual estavam os morros do São Carlos e do Fogueteiro, dominados por Coelho. Desde então, ele começou a articular uma possível aliança com rivais. O caminho natural do traficante e seus comparsas, em caso de entrada definitiva da polícia em seus domínios, seria a Rocinha, em São Conrado, dominada por Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, que pertence à mesma facção. Contudo, a relação entre os dois estaria ruim desde a morte de Rogério Rios Mosqueira, o Roupinol.

Caça ao Coelho

Na última sexta-feira, a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) realizou uma operação nos morros do São Carlos e da Mineira à procura de Coelho, mas o traficante não foi encontrado.

 

FACÇÕES CRIMINOSAS

Traficantes dialogam: Coelho, FB e Nem

Ânderson Rosa Mendonça, o Coelho / Foto: Divulgação / Disque-DenúnciaÂnderson Rosa Mendonça (Coelho): Assumiu o Complexo de São Carlos — Mineira, Querosene, São Carlos, Fogueteiro, Fallet, Zinco e Coroa — com a morte de Rogério Rios Mosqueira, o Roupinol, e teme que as favelas sob seu comando sejam ocupadas pela polícia para a instalação de UPPs. Sem trânsito na Rocinha, estaria negociando com FB para trocar de facção e levar seu bando para a Vila Cruzeiro.

 

  

 

Fabiano Atanasio da Silva, o FB / Foto: Divulgação / Disque-DenúnciaFabiano Atanasio da Silva (FB): Domina a Vila Cruzeiro, refúgio de traficantes de sua facção que perderam território. Aceitaria Coelho e cerca de 30 comparsas porque eles levariam um arsenal de 80 fuzis e munição da Mineira e do São Carlos. FB transformaria Coelho em gerente de uma boca-de-fumo importante e, em troca, ganharia mais bandidos e armas para o seu exército.

 

Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem / Foto: Divulgação / Disque-DenúnciaAntônio Francisco Bonfim Lopes (Nem): Nem e Rogério Rios Mosqueira, o Roupinol, tinham parceria para produção de cocaína em refinarias do São Carlos e da Rocinha. Na operação da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) que resultou na morte de Rogério, Nem soube que os policiais chegaram ao barraco de Rogério com informações passadas por outros bandidos a mando de Coelho. Desde então, rompeu relações com o traficante, mesmo sendo da mesma facção.

 

 

Fonte: 16º BPM (Olaria)

 

A matéria agora cita uma suposta troca de facção pelo traficante coelho, mas eu tinha ouvido falar nesse suposto acordão e até os moradores de lá tabem receberam esta informação que lá foi citada como pacto de não agreção.

mas até onde uma informação ou outra até que ponto é verdadeira eu não sei, mesmo por que acho um pouco de falta de informação até mesmo do jornal extra em citar que até a favela do fallet e fogueteiro seriam dominadas pelo traficante coelho, o que não é verdade estas são dominadas a anos e anos pelo traficante e empresário KIKO que nem no Rio de Janeiro mora, e outro fato duvidoso é a suposta briga entre coelho e o traficante NEM da Rocinha, acho pouco provavel pôs os dois perderiam muito com a briga, mas vamos ver com o passar do tempo para comentar aqui novamente.

 

 

 

 

 Leiam tambem o post anterior sobre este assunto:

 

http://garbo.blogs.sapo.pt/63345.html

 

http://garbo.blogs.sapo.pt/63488.html                                                               



publicado por garbolemos às 02:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 22 de Abril de 2010
Suposta união ou acordão entre facções.

Moradores do complexo do são carlos confirmaram que roda pela favela o boato que os bandidos das facções ADA e CV realmente fizeram um pacto ou um acordo de não agressão, que no baile que acontece no morro da mineira esse ideia foi exposta aos moradores e espalhada por todo complexo.

Agora como é esse acordo e quanto tempo vai durar só o tempo vai dizer, e  tambem ainda não sei se a facção terceiro comando irá paticipar desta "união" contra o estado.

 

Mais informações deixem ai nos comentários.



publicado por garbolemos às 15:51
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 21 de Abril de 2010
ADA e CV ensaiam um acordo? ou será venda ?

gravações feitas pela policia na ultima quinta feira dia 15 de maio de 2010 revelam uma visita inusitada ao complexo de favelas do alemão, era nada mais nada menos que o chefão do tráfico do complexo do são carlos Anderson Rosa Mendonça o "coelho" que passou a dominar a região depois da morte do traficante "gangan", segundo a policia o traficante coelho teria ido ao complexo do alemão negociar o morro da mineira, agora o que a policia não soube explicar é se essa negociação era de venda da favela, troca de facção ou de uma treguá na guerra entre as duas facçoes que dominam varias favelas na região.

Tudo pode ter começado quando o traficante isaias do borel escrevel uma carta enviada ao chefão do são carlos propondo uma tregua nas guerras das regiões do rio comprido, estácio, tijuca, centro e que nesse tempo seria possivel as facções se fortalerem para resistirem a expanção das upps.

 

Comentário 1 - na ipótese da visita ter sido para uma suposta treguá nas guerras, acho difícil que o chefão fosse pessoalmente negociar isso no complexo do alemão tendo em vista que o interresse é da propria facção CV que teria levantado a ideia da traguá, possivelmente se esse fosse o interresse acho que mandaria um "bucha" caso o plano fosse matar ele.

 

Comentário 2 - A ipótese de venda do morro me parece um tiro no pé, pq as favelas do complexo do são carlos são todas coladas uma na outra mineira, zinco, são carlos e querosene, então vender uma destas seria o inicio de outro longo tempo de guerras.

 

A unico ipótese que eu vejo é ou esses bandidos estão ficando inteligentes e vão unir as facções ou o coelho vai "pular" para o comando vermelho.



publicado por garbolemos às 21:41
link do post | comentar | adicionar aos favoritos


.Amigo

. seguir no sapo

.Acompanhe pelo facebook clicando em curtir.
.Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13

15
16
19
21

23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Ultimas...

. Acordo ADA e CV.

. Arcordão do tráfico.

. Suposta união ou acordão ...

. ADA e CV ensaiam um acord...

.arquivos por mês
.Atalho
.contador
.Autores
.tags

. todas as tags

.pesquisar neste blog
 
.online.
.enquete
Vocês acreditam na política das unidades de policia pacificadoras (UPP)
RSS